Publicidade

16 de Janeiro de 2014 - 14:49

Por Francisco Carlos de Assis - Agencia Estado

Compartilhar
 

Os produtos de alimentação, higiene e limpeza reunidos na cesta de consumo básico das famílias paulistanas de baixa renda tiveram em 2013 um aumento médio de 1,28%, mostra levantamento feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) em convênio com a Fundação Procon, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Governo do Estado de São Paulo.

Com o reajuste, o conjunto de 31 produtos da cesta passou de R$ 377,26 no dia 27 de dezembro de 2012 para R$ 382,08 no fim do ano passado. Os alimentos foram reajustados em 0,27%, enquanto os produtos de limpeza e higiene, em 6,63% e 5,31%, respectivamente.

Dos 22 itens alimentícios da cesta básica do paulistano, 11 tiveram aumento no ano passado, 1 atravessou 2013 sem reajuste e 10 tiveram o preço reduzido. As maiores altas foram da farinha de mandioca (41,78%), farinha de trigo (34,07%), leite em pó (28,48%) e macarrão (16,23%). As maiores quedas foram detectadas nos preços da cebola (29,01%), do feijão (26,67%), óleo de soja (21,41%), alho (20,20%) e açúcar (14,29%).

No grupo limpeza, de acordo com o Procon, a maioria dos produtos aumentou de valor e apenas o sabão em barra teve seu preço reduzido em 2,20% no ano passado. Dos bens de higiene, três apresentaram taxas positivas e dois, negativas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você participa das celebrações da Semana Santa?