Publicidade

05 de Janeiro de 2014 - 14:25

Por AE-AP - Agencia Estado

Compartilhar
 

Um procurador do Estado francês afirmou neste domingo que ele deseja obter um suposto vídeo, gravado através de um aparelho celular, do grave acidente de esqui sofrido por Michael Schumacher, no último domingo, que provocou graves ferimentos no ex-piloto alemão, que está em coma induzido desde então, internado em um hospital de Grenoble.

Na queda, quando esquiava em Meribel, nos Alpes Franceses, Schumacher bateu com a cabeça em uma pedra, o que provocou traumas cerebrais graves nele. As circunstâncias do acidente ainda não estão claras, e a empresária do alemão, Sabine Kehm, revelou no sábado que a família do ex-piloto entregou às autoridades francesas uma câmera que estava afixada no capacete de Schumacher para ajudar a elucidar o caso.

A Der Spiegel informou na tarde de sábado que um homem não identificado de 35 anos entrou em contato com a revista alegando ter gravado o acidente em vídeo enquanto filmava a sua namorada. A testemunha não identificada, descrita apenas como um comissário de bordo de 35 anos, da cidade alemã de Essen, afirmou que Schumacher esquiava em ritmo lento entre duas pistas, a menos de 20 quilômetros por hora antes da sua queda.

A revista não mostrou o vídeo em seu site, nem afirmou que seus repórteres viram. De acordo com a Spiegel, a testemunha disse que planejava entregar o vídeo ao Ministério Público.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?