Publicidade

04 de Dezembro de 2013 - 10:46

Por Thiago Moreno - Agencia Estado

Compartilhar
 

Uma manifestação na Esplanada dos Ministérios reúne cerca de 500 agentes de segurança pública do Distrito Federal, segundo estimativa da Polícia Militar. Policias federais, civis, militares e rodoviários, além de bombeiros, pedem a desmilitarização dos órgãos de segurança. Os participantes do protesto defendem ainda o ciclo completo de polícia e a carreira única.

Os manifestantes bloqueiam três das seis faixas em frente à Esplanada dos Ministérios. Segundo os sindicatos, a expectativa é que cerca de 15 mil policiais de unam ao protesto.

A concentração ocorre em frente ao Museu da República. A passeata pretende sair às 10h30 e passar pelo Congresso Nacional, Supremo Tribunal Federal (STF) e Palácio do Buriti. Durante a passagem pelo STF os manifestantes querem protocolar uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) contra a Lei nº 12.830/13, em vigor desde 21 de junho, que amplia a autonomia dos delegados de polícia.

O Brasil é um dos poucos países do mundo que têm ciclo incompleto de polícia, que divide as atribuições judiciais para os policiais civis e a função ostensiva para a polícia militar. Nessas condições, ambas atuam de forma isolada tendo como único contato o momento da apresentação dos presos em flagrante nas delegacias. Críticos do sistema, porém, alegam que a concentração de poder pode ser prejudicial à sociedade.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?