Publicidade

09 de Dezembro de 2013 - 16:46

Por Ricardo Brito - Agencia Estado

Compartilhar
 

O vice-líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), apresentou nesta segunda-feira, 09, requerimento na Casa para ouvir o delegado Romeu Tuma Junior, ex-secretário Nacional de Justiça, sobre as denúncias de que haveria uma "fábrica de dossiês" no Ministério da Justiça, constantes do livro recém-lançado por ele intitulado "Assassinato de Reputações - Um Crime de Estado".

O tucano pede que Tuma Junior, titular do cargo entre 2007 e 2010, apresente à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado documentos que comprovem as acusações feitas. Por se tratar de convite, o requerimento, mesmo se for aprovado, não obriga a pessoa a comparecer.

No livro, o ex-secretário do Ministério da Justiça disse ter ouvido do ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência, a confissão de que recursos arrecadados na Prefeitura de Santa André, na gestão do prefeito assassinado Celso Daniel (PT), alimentavam as campanhas do partido.

Na justificativa ao pedido, Alvaro Dias disse que as "revelações" feitas pelo delegado "são gravíssimas". "São revelações que mostram a apropriação da máquina do Estado por um grupo que a coloca a seu próprio serviço", disse o tucano, no requerimento.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?