Publicidade

13 de Janeiro de 2014 - 17:34

Por Carla Araújo - Agencia Estado

Compartilhar
 

Após a presidente Dilma Rousseff publicar no Diário Oficial da União, no último dia 10, decreto que destinou dois novos funcionários para a Secretaria-Geral da Presidência para promover "diálogo com os movimentos e segmentos sociais por ocasião da Copa do Mundo Fifa 2014", o Partido dos Trabalhadores (PT) usou a página da presidente e do partido no Facebook para estimular uma campanha defendendo a realização da Copa no País.

Com a marca #Vai ter Copa, neste domingo, 12, o PT publicou a mensagem: "Tá combinado. Uma boa semana para todos que torcem pelo Brasil. #VaiTerCopa". Já na página oficial da presidente, que é administrada pelo partido, a mensagem afirmava: "LÍQUIDO E CERTO. Uma boa semana para todos que torcem pelo Brasil. #VaiTerCopa."

Apesar de a expressão ser evidentemente uma resposta ao protesto que tem sido marcado para o próximo dia 25 em todo o País, com a mensagem "Não vai ter Copa", o responsável por gerenciar as redes sociais do PT, o vice-presidente do partido, Alberto Cantalice, afirmou que a ideia "Não teve um objetivo concreto. É porque as pessoas ficam cobrando que a gente fale alguma coisa."

Segundo Cantalice, a ideia não foi para fazer contraposição ao provável protesto. "Não foi uma coisa para fazer resistência a movimentação popular, até porque a população é amplamente favorável à Copa", afirmou. Ele disse ainda que a ideia de colocar mensagem na página do PT e da presidente foi uma forma de "testar, para ver se a mensagem ia pegar". "Não foi nada articulado, só colocamos ali para ver como ia ser e foi extremamente positivo", avaliou.

Até a tarde desta segunda-feira, a mensagem postada pelo PT havia sido compartilhada por 595 pessoas e curtida por 1.059 pessoas. A página petista tem pouco mais de 75 mil seguidores. No caso da página da presidente, o texto foi replicado por 1.796 e curtido por mais de 5 mil pessoas. A página de Dilma possui 185 mil fãs.

Além da página administrada pelo PT, Dilma se comunica com os internautas por meio da página do blog Dilma Rousseff, onde as mensagens costumam ser mais institucionais. Apesar de não ter postado até o momento a mensagem #vaitercopa, a página postou hoje um texto destacando a situação do estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, que já está com 97% das obras concluídas.

Após os protestos do ano passado, internautas tentam se mobilizar para realizar a primeira grande manifestação do ano utilizando o apelo da Copa no Brasil. O movimento, que ganhou o nome de Não Vai Ter Copa, está se organizando nas redes sociais para o próximo dia 25 um ato de repúdio ao evento esportivo. A comunidade oficial do ato no Facebook, no entanto, ainda não atingiu um grande número de pessoas comparado aos eventos de 2013. A comunidade Não Vai Ter Copa, que foi criada no dia 15 de julho do ano passado, possui apenas 4.764 seguidores até o momento.

Em São Paulo, o protesto está marcado para as 17h, no vão livre do Masp. Até o momento, a página criada para estimular o evento tem 1.653 participações confirmadas. O texto com a assinatura "We are Anonymous" (nós somos anônimos) critica os gastos do governo com a Copa e cobra ações da presidente Dilma prometidas durante as manifestações. "Junho passou. Cadê a reforma política prometida pela presidenta Dilma? Via plebiscito ou não, desapareceu. Não houve nenhuma mudança real no parâmetro político ou social desde o começo dos levantes", diz o texto.

Os ativistas dizem ainda que durante a Copa das Confederações no ano passado "todas as cidades lutaram pelo fim dos jogos". "O Brasil precisa mudar, e não é no futebol. O clamor popular de Janeiro em diante terá apenas uma voz: NÃO VAI TER COPA". No Rio de Janeiro, o grupo que criou a comunidade oficial do movimento também está organizando os protestos para as 17 horas do dia 25. A princípio, conforme informação publicada no Facebook, o local da manifestação será em frente ao Copacabana Palace.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?