Publicidade

09 de Dezembro de 2013 - 20:25

Por Paulo Favero - Agencia Estado

Compartilhar
 

Aldo Rebelo, ministro do Esporte, visitou nesta segunda-feira o Itaquerão, para ver mais de perto os estragos causados pela peça de 420 toneladas que caiu na fachada do estádio. Ele garante que tudo está sendo feito da melhor forma para que a região do acidente seja liberada. "As reuniões com as instituições encarregadas pela fiscalização deve ocorrer nesta semana. Só depois disso podem liberar, mas não sei quando", comentou.

Ele ficou cerca de duas horas no estádio que receberá a abertura da Copa do Mundo do ano que vem e garantiu que não está preocupado com o andamento das obras. "Me passaram a ideia de que o estádio possa ser entregue na primeira quinzena de abril e que na segunda quinzena possa ter um evento-teste", disse.

O político teve acesso ao novo cronograma de obras e ao planejamento feito por Corinthians e Odebrecht para fazer a obra avançar, apesar de que no setor que houve o acidente que culminou na morte de dois operários ainda existe um embargo para a realização da perícia. "Acabamos de fazer a visita à arena e ouvimos a exposição dos envolvidos na obra, assim como do Andrés Sanchez. Saímos com uma ideia de prazo e cronograma", contou.

Ele foi acompanhado de Nádia Campeão, vice-prefeita de São Paulo, bem como representantes do governo paulista e do Comitê Paulista da Copa de 2014. "O impacto do acidente, ainda mais quando se perdem duas vidas, é muito grande. Isso não tem como recuperar", lamentou, lembrando que ainda não se sabe as causas do acidente. "Vamos cuidar para que os novos prazos sejam cumpridos", afirmou.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?