Publicidade

15 de Janeiro de 2014 - 12:37

Por Beatriz Bulla - Agencia Estado

Compartilhar
 

O indicador de recuperação de crédito, apurado a partir do número de exclusões dos registros de inadimplentes, cresceu 3,5% em 2013, de acordo com a Boa Vista Serviços, administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC).

O crescimento do ano passado é o menor da série histórica, que começa em 2006. Em 2012, a variação anual da recuperação de crédito foi de 12,5% e, em 2011, havia sido ainda maior, de 13,5% sobre 2010.

A Boa Vista avalia que a desaceleração dos rendimentos reais, o menor crescimento da população ocupada e o menor impacto das condições de crédito na economia nos últimos meses são fatores que causaram a redução do ritmo de crescimento da recuperação de crédito em 2013.

O maior porcentual de pagamento de dívidas durante o ano de 2013, na comparação com 2012, foi registrado no Nordeste (7,9%). Na sequência, aparecem o Norte (7,2%), o Centro Oeste (6,8%), o Sul (4,4%) e o Sudeste (1,2%).

O indicador que considera a recuperação de crédito só no setor do varejo cresceu 1% em 2013 ante 2012, com destaque para as variações no Centro-Oeste e no Norte - as duas com alta de 2,4%.

Em dezembro, o indicador de recuperação de crédito registrou queda de 2,7% na comparação com novembro, descontados os efeitos sazonais. A variação é a mesma apurada em dezembro de 2012. O indicador recuou em todas as regiões no último mês do ano ante novembro. Já na comparação com dezembro de 2012, o indicador de recuperação de crédito cresceu 2,5%.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?