Publicidade

06 de Dezembro de 2013 - 18:39

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Poucas horas depois do sorteio da Copa do Mundo de 2014, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu divulgar uma mudança importante no futebol nacional. A partir do ano que vem, os clubes do País poderão utilizar, a cada partida, até cinco jogadores estrangeiros. Atualmente esse limite, em competições nacionais, é de três atletas.

A mudança aparece no artigo 45 do Regulamento Geral das Competições, divulgado pela entidade na tarde desta sexta-feira. "Os clubes poderão incluir até cinco atletas estrangeiros nas suas partidas, dentre os relacionados na súmula", diz o texto.

A alteração na regra agrada principalmente a Grêmio, Internacional e Palmeiras, e deve abrir o mercado brasileiro para jogadores estrangeiros, especialmente dos vizinhos sul-americanos. Os gremistas, por exemplo, têm no seu elenco o uruguaio Maxi Rodríguez, o paraguaio Riveros, o argentino Barcos e o chileno Vargas. Pelas regras atuais, um deles obrigatoriamente tem que ficar de fora até do banco de reservas.

A novidade deve servir para desafogar um pouco a folha salarial dos clubes, uma vez que os salários pagos a jogadores vindos de outros centros do futebol sul-americano, via de regra, são mais baixos do que aquele pagos a atletas brasileiros. O Palmeiras mesmo encontrou no uruguaio Eguren e no paraguaio Mendieta dois nomes baratos e tirou eles do Libertad.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?