Publicidade

16 de Janeiro de 2014 - 17:05

Por Carla Araújo - Agencia Estado

Compartilhar
 

São Paulo, 16/01/2014 - O senador e presidente nacional do PSDB Aécio Neves se recusou a rebater as críticas feitas pelo vice-presidente do PSB, Roberto Amaral, que afirmou que o tucano "perdeu a oportunidade de ficar calado" ao dizer que é o PSB que tem mais a perder de não se aliar ao PSDB. "Não vou responder ao Roberto Amaral, conheço muito pouco para isso", disse Aécio, ao lado do governador Geraldo Alckmin, em São Paulo.

Segundo Aécio, as declarações de Amaral não estremeceram a relação entre os partidos, pois "a minha interlocução com o PSB é feita prioritariamente com o presidente do partido", disse, referindo-se ao seu provável adversário nas eleições Eduardo Campos. O tucano reforçou ainda que sua relação com Campos "é antiga e precede as candidaturas e é natural". "Volto a repetir, acredito nas coisas naturais na política", disse.

Segundo Aécio, foi o PT que introduziu "algo perverso na política" de tratar adversários como inimigos. "Não acho que quem está em outro campo só tenha defeitos e nem que alguém só por ser aliado só tenha virtudes", afirmou. O tucano voltou a dizer ainda que acha a candidatura de Campos "saudável". "Queremos um debate plural", disse.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?