Publicidade

16 de Janeiro de 2014 - 09:20

Por Felipe Recondo - Agencia Estado

Compartilhar
 

O ministro Marco Aurélio Mello, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), adiantou nesta quarta-feira, 15, que o Supremo Tribunal Federal pode declarar a inconstitucionalidade da resolução que exige autorização do juiz eleitoral para investigação de candidatos na disputa deste ano de 2014.

O Ministério Público quer que a corte eleitoral reveja a medida.

Marco Aurélio, que também integra o STF, foi o único a votar contra a resolução no TSE. O ministro diz acreditar "na sensibilidade do relator (o também ministro do STF Dias Toffoli) e do colegiado quanto ao acolhimento do pedido de reconsideração, feito pelo Ministério Público, evitando-se um desgaste maior". As informações são do jornal

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?