Publicidade

17 de Dezembro de 2013 - 13:23

Por Ayr Aliski - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Receita Federal e a Polícia Federal deflagraram nesta terça-feira, 17, a "Operação Salt". A ação tem o objetivo de combater organização criminosa suspeita de fraudar o Fisco. Estão sendo cumpridos 21 mandados de busca e apreensão em residências e nas empresas ligadas à organização criminosa, em trabalho realizado por 38 servidores da Receita Federal e por 86 policiais federais nos Estados do Rio Grande do Norte, Ceará e Paraíba.

Em nota, a Receita informa que a operação busca apurar os indícios encontrados durante as investigações de prática de crimes de sonegação fiscal, falsidade ideológica, apropriação indébita previdenciária, formação de quadrilha, fraude à execução e lavagem de dinheiro. A investigação surgiu como desdobramento da execução fiscal ajuizada pela Procuradoria da Fazenda Nacional, que culminou com o bloqueio, determinado pela 8ª Vara Federal, de mais de R$ 200 milhões da organização criminosa.

A fraude consistiria no uso de pessoas como "laranjas" para a composição societária das empresas do grupo e na criação de empresas que só existem no papel, conhecidas como "paper companies", estas também em nome de "laranjas", cita a Receita. As "paper companies" serviriam para garantir o livre ingresso de receitas nos caixas do grupo, uma vez que as empresas reais já possuem mais de R$ 400 milhões inscritos em dívida ativa e estavam com seu faturamento judicialmente bloqueado. O nome da operação faz referência ao principal ramo de atividades do grupo investigado.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?