Publicidade

11 de Março de 2014 - 00:38

Por Marcelo Ribeiro Silva, com informações da Dow Jones Newswires - Agencia Estado

Compartilhar
 

O vice-presidente do Banco do Japão, Kikuo Iwata, afirmou nesta quinta-feira que os riscos de deterioração para a economia do Japão são pequenos. Ele disse que a expansão do estímulo monetário no país não é necessária. De acordo com Iwata, serão tomadas medidas adequadas apenas se os riscos de deterioração se materializarem.

"Eu não estou muito preocupado com a economia norte-americana e, em termos de política monetária, acredito que nós podemos manter a nossa política atual", disse Iwata, em entrevista coletiva após reunião com líderes empresariais em Miyazaki, no sul do Japão.

O vice-presidente do BoJ afirmou que não é necessário mudar a política atual mesmo com os dados mais fracos publicados recentemente nos Estados Unidos. Iwata atribuiu a instabilidade do mercado aos dados fracos dos EUA e da China. Ele ainda afirmou que a fraqueza dos dados industriais norte-americanos podem ser explicados pelas baixas temperaturas que assolam o país. "Essa fraqueza dos dados industriais deve ser temporária", classificou Iwata.

Além disso, Iwata disse que é muito improvável que a economia norte-americana se deteriore. Sobre a meta da inflação, o vice-presidente do BoJ afirmou que não é possível prever em quanto tempo o índice de preços vai se estabilizar na meta de 2%.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Governo federal deve refinanciar as dívidas dos clubes de futebol?