Publicidade

09 de Janeiro de 2014 - 12:46

Por Fernando Faro - Agencia Estado

Compartilhar
 

Um dos poucos jogadores que se destacaram na última temporada pelo São Paulo, Rodrigo Caio inicia 2014 na esperança de que seus companheiros consigam reencontrar a melhor forma. O defensor analisou a última temporada e admitiu que a série de tropeços acabou balançando o ambiente do grupo.

"Nos abatemos muito com as derrotas precoces. Vínhamos bem no Paulista e fomos eliminados, depois ficamos abalados com a Libertadores, isso mexeu muito. Neste ano precisamos seguir firme, independentemente do que acontecer nos campeonatos. Tem muitos times inferiores que nos venceram pensando dessa forma", explicou.

Em 2013, o São Paulo mergulhou na mais grave crise da sua história logo após a eliminação para o Atlético-MG na Libertadores. Ney Franco, técnico à época, afastou diversos jogadores e acabou sendo demitido após a derrota no primeiro jogo da final da Recopa Sul-Americana, contra o Corinthians. O ambiente só melhorou com a chegada de Paulo Autuori, que mesmo tendo ficado pouco mais de dois meses à frente do clube e ter fracassado na missão de tirar a equipe da zona de rebaixamento, conseguiu reerguer o astral do grupo.

Rodrigo Caio afirmou que em alguns momentos faltou união aos jogadores, mas vê as turbulências como águas passadas e diz que o pensamento para a temporada que se inicia contra o Bragantino, no dia 19, é completamente diferente.

"Não é que não tinha, mas em certos momentos faltou um pouco. No futebol, quando você começa a perder e começam a vir as críticas, dá uma abalada. Nosso time estava focado, mas começamos a perder. O pensamento já está diferente nessa temporada, todo mundo está querendo, se dedicando muito. Temos que ser uma família, um correr pelo outro", disse.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?