Publicidade

11 de Março de 2014 - 00:40

Por - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Rússia afirmou na quarta-feira que se opõe a uma nova resolução do Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a questão humanitária na Síria. O anúncio deve prejudicar o esboço de resolução, apoiado pelo Ocidente e países árabes, que tem como objetivo pressionar governo e oposição a permitir a entrada de ajuda humanitária no país.

O embaixador russo na ONU, Vitaly Churkin, disse em coletiva de imprensa que "é necessário um trabalho duro, pragmático e determinado" para resolver questões humanitárias específicas e não uma resolução do Conselho de Segurança que certamente tem como alvo "politizar o problema".

Diplomatas do conselho disseram que esperam circular o esboço de uma resolução humanitária, após o fracasso das negociações de paz ente governo de oposição sírios, principalmente no que diz respeito ao acesso de comboios com ajuda a partes sitiadas da cidade de Homs.

"Somos contra uma resolução agora no Conselho de Segurança", disse Churkin aos jornalistas. "Acreditamos que é um passo errado. Não é um período bom para ter qualquer resolução discutida no Conselho de Segurança."

Rússia e China, que apoiam o governo Sírio, vetaram três resoluções anteriores apoiadas pelo Ocidente que tinham como objetivo pressionar o presidente Bashar Assad a acabar com a violência.

Churkin afirmou que é necessário que governo e oposição, além dos países que têm influência sobre cada lado, enfrentem e resolvam a situação humanitária na Síria. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você está fazendo pesquisa de preços para controlar o orçamento?