Publicidade

03 de Dezembro de 2013 - 16:02

Por Stefânia Akel - Agencia Estado

Compartilhar
 

O analista Sebastian Briozzo, da agência de classificação de risco Standard & Poor's, disse nesta terça-feira, 03, à Dow Jones Newswires que a S&P vai analisar como o governo brasileiro responderá ao fraco crescimento econômico para tomar uma decisão sobre o rating soberano do País.

Segundo ele, as autoridades brasileiras têm uma capacidade limitada de combater o problema com uma política fiscal contracíclica devido ao crescente déficit do setor público e ao fato de que a ampla maioria dos gastos do governo são direcionados ao pagamento de pensões e salários, em vez de investimentos.

"A política contracíclica é apropriada quando há espaço para utilizá-la", afirmou Briozzo, acrescentando que esse não é o caso do Brasil. "Se estivéssemos em uma situação na qual o governo fosse capaz de investir mais, seria diferente", completou.

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil teve contração de 0,5% no terceiro trimestre, marcando o pior resultado desde o primeiro trimestre de 2009.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?