Publicidade

10 de Dezembro de 2013 - 15:10

Por Ciro Campos - Agencia Estado

Compartilhar
 

Dois reforços que interessam ao Santos para a próxima temporada são considerados difíceis de serem trazidos ao clube. A diretoria admite que os valores necessários para trazer o atacante chileno Eduardo Vargas, do Grêmio, e o meia Diego, do Wolfsburg, da Alemanha, são muito elevados.

O superintendente de esportes do clube, André Zanotta, negou nesta terça-feira ter viajado à Itália para tratar de negociações com o Napoli por Vargas, que está por empréstimo no clube gaúcho. A definição do negócio é considerada distante pelos valores envolvidos e o Santos explicou que vai tentar ao máximo reduzir os gastos.

O mesmo vale para Diego, revelado pelo time e campeão brasileiro em 2002. Tanto o jogador quanto o clube da Vila Belmiro têm interesse por concretizar o negócio, mas esbarram no Wolfsburg, que pede uma quantia considerada elevada para liberar o meia.

A negociação mais perto de ser concretizada é com o técnico Oswaldo de Oliveira. Nesta segunda-feira ele se desligou do Botafogo e o Santos espera ainda nesta semana terminar as conversas e anunciá-lo oficialmente como o novo treinador, na vaga de Claudinei Oliveira.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?