Publicidade

09 de Dezembro de 2013 - 15:13

Por Fábio Hecico - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Santos está mesmo próximo de acertar com o técnico Oswaldo de Oliveira. Apesar de negociar diretamente com o treinador e com o Botafogo, o time da Vila Belmiro depende de um terceiro clube para finalizar o acordo. Nesta quarta-feira, a Ponte Preta decide a Copa Sul-Americana contra o Lanús. Se for campeã, garantirá classificação para a Libertadores, tirando a vaga do Botafogo e facilitando a ida de Oswaldo para o Santos.

"Oswaldo é um nome, mas ainda temos que aguardar a Libertadores, depende da Ponte Preta. Estamos com o planejamento bastante adiantado, mas não batemos o martelo. Temos que definir a chegada até o final de semana. Vou conversar com a diretoria, chegando em Santos agora, para ver o que eles pensam", disse o gerente de futebol do Santos, Zinho.

O clube da Vila Belmiro busca um novo treinador depois que anunciou a saída de Claudinei Oliveira. Oswaldo de Oliveira era dado como praticamente certo, mas a quarta colocação do Botafogo e a possibilidade de vaga na Libertadores podem fazer com que o técnico permaneça no Rio.

Apesar de admitir que Oswaldo é o principal alvo, Zinho não escondeu que gostaria de ver um outro treinador no comando do Santos: Tite, que deixou o Corinthians após pouco mais de três anos. "Para mim, o Tite é um treinador indiscutível, seria uma honra trabalhar com ele novamente. Mas ele disse que já tomou sua decisão de dar um tempo. Quando o Tite fala uma coisa ele é verdadeiro, não tem nem como o Santos tentar."

De fato, Tite já anunciou que ficará um tempo afastado do futebol e teria inclusive recusado uma proposta milionária da Ásia. Ele comandou Zinho no Grêmio em 2001, quando conquistaram a Copa do Brasil, e o gerente de futebol não escondeu que o treinador seria sua preferência se estivesse disponível. "Se ele mudasse de ideia, meu voto seria para contratá-lo."

Além de um técnico, o Santos já pensa em reforços para 2014, mas não deve gastar muito. Segundo Zinho, o clube concentra esforços e verba para uma grande contratação, que seria o chileno Vargas, hoje no Grêmio mas vinculado ao Napoli. "Nosso time é muito bom e vamos chegar motivados para o ano que vem. Queremos economizar o máximo para contratar um nome forte", comentou.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?