Publicidade

04 de Janeiro de 2014 - 13:22

Por José Roberto Gomes e Mateus Fagundes - Agencia Estado

Compartilhar
 

Um vazamento nas instalações da Santos Brasil provocou uma nuvem de gás tóxico na manhã deste sábado na zona portuária de Santos (SP). De acordo com o Corpo de Bombeiros, o vazamento do composto persulfato de amônio começou por volta das 6h30 e já foi controlado. Os Bombeiros não informaram se há vítimas.

O vazamento do gás ocorreu em um contêiner estacionado para distribuição, segundo informou a assessoria de imprensa da Santos Brasil. A empresa afirmou que as operações na unidade, localizada no bairro Alemoa, já voltaram ao normal.

O local fica próximo à zona portuária da cidade e abriga as operações de logística da Santos Brasil. Contêineres de clientes ficam neste local antes de serem distribuídos pelo País. Conforme a assessoria, a Santos Brasil irá aguardar as investigações para definir quem arcará com os custos. Até o momento, não há cálculos sobre as perdas financeiras.

Uma funcionária passou mal durante o procedimento de segurança para conter o vazamento, mas a empresa informou que ela passa bem. Segundo a Santos Brasil, não ocorreram danos ambientais. A Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), ligada à Secretaria do Meio Ambiente do governo paulista, foi procurada pela reportagem, mas nenhum representante foi localizado para dar mais detalhes.

A Santos Brasil registrou um lucro líquido de R$ 45,2 milhões no terceiro trimestre do ano passado, queda de 43,2% sobre igual período de 2012. No acumulado dos nove primeiros meses do ano, a empresa apresenta queda de 4,1% no lucro líquido de R$ 176,3 milhões.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a retirada das pinturas de Lucio Rodrigues dos pontos de ônibus?