Publicidade

22 de Dezembro de 2013 - 11:11

Por Ciro Campos - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Santos promete se empenhar para manter no elenco o meia Cícero, que tem proposta do Shandong Luneng, da China. O contrato de empréstimo do jogador vai até o fim de 2014 e a diretoria está disposta a negociar o aumento salarial pedido por ele para não perder o artilheiro do time no Campeonato Brasileiro, com 15 gols.

Vinculado ao Tombense-MG, clube do empresário Eduardo Uram, o meia tem uma cláusula de rescisão de R$ 19 milhões, mas caso ele próprio queira antecipar o fim do vínculo, terá de pagar R$ 9,6 milhões. Flamengo e Corinthians já manifestaram interesse pelo atleta.

O jogador tem contrato até dezembro de 2014 e neste ano chegou a pedir aumento publicamente durante entrevista coletiva. A postura gerou desconforto na diretoria do Santos. Cícero pretende ter o salário dobrado, que iria para R$ 500 mil por mês, de modo a ter o mesmo vencimento mensal que o argentino Montillo, o mais bem remunerado do elenco santista.

DE SAÍDA - O volante santista Renê Junior também tem o mesmo agente e deve ser confirmado nos próximos dias como reforço de outro clube chinês, o Guangzhou Evergrande, que encerrou neste sábado sua participação no Mundial de Clubes após perder para o Atlético-MG por 3 a 2, ficando na quarta posição.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?