Publicidade

13 de Dezembro de 2013 - 13:34

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Sauber confirmou nesta sexta-feira uma de suas vagas para 2014. O alemão Adrian Sutil será um dos pilotos da equipe suíça no Mundial de Fórmula 1 do próximo ano, após defender a Force India em seis temporadas. O nome do seu parceiro no time ainda não foi definido pela Sauber. "O segundo piloto para a temporada 2014 será anunciada em outra data", explicou a equipe.

O time suíço também não confirmou o tempo de contrato do seu novo integrante. Sutil substituirá um dos dois pilotos dispensados ao fim do campeonato deste ano: Nico Hulkenberg e Esteban Gutierrez. O primeiro já acertou seu retorno à Force India, em substituição ao próprio Sutil, enquanto o segundo ainda não definiu seu futuro.

Sutil disputará sua sétima temporada na F1, após defender a Force India em 2007 (ainda com o nome de Etihad Aldar Spyker F1 Team), 2008, 2009, 2010, 2011 e 2013 - o alemão ficou afastado da categoria em 2012.

"Estou em contato com a Monisha por um tempo e ela sempre deixou claro que valorizava minhas qualidades. Depois de bons seis anos com a Force India, com muitos bons momentos, agora é o momento de embarcar em um novo desafio", declarou o piloto de 30 anos.

Monisha Kaltenborn, chefe de equipe, também festejou o acerto. "Estamos satisfeitos em assinar com Adrian, principalmente porque queríamos trabalhar com ele há algum tempo. Adrian não é somente muito rápido como também tem muita experiência, o que será importante dado o desafio das novas regras no próximo ano", comentou a dirigente.

Com a definição de mais uma vaga no grid de 2014, restam apenas três lugares na F1. Além da vaga na própria Sauber, há uma na Marussia (para formar dupla com Jules Bianchi) e duas na Caterham. O brasileiro Felipe Nasr ainda sonha com um destes lugares no grid.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?