Publicidade

31 de Dezembro de 2013 - 09:59

Por AE-AP - Agencia Estado

Compartilhar
 

Os médicos que tratam de Michael Schumacher disseram nesta terça-feira que o dono de sete títulos mundiais na Fórmula 1 apresentou uma melhora que permitiu submetê-lo a uma segunda operação, necessária em razão das lesões sofridas em um acidente ocorrido no último domingo, quando esquiava nos Alpes Franceses. Eles ressaltaram, porém, que ele ainda sofre com as graves lesões e corre riscos.

Os médicos não realizaram qualquer previsão nesta terça-feira sobre quando eles poderão tirar Schumacher do estado de coma induzido, que tem como objetivo aliviar a inflamação no cérebro. "Não podemos dizer mais nada sobre o seu futuro", disse Gerard Saillant, cirurgião e amigo da família do ex-piloto alemão.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?