Publicidade

11 de Março de 2014 - 20:17

Por Ayr Aliski - Agencia Estado

Compartilhar
 

Sem acordo em audiência de conciliação realizada nesta segunda-feira, 24, no Tribunal Superior do Trabalho (TST), a greve dos funcionários da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) será decidida mediante julgamento a ser realizado pela Seção Especializada em Dissídios Coletivos (SDC) do Tribunal. Não há data estabelecida para esse julgamento. A greve dos empregados foi deflagrada em 29 de janeiro.

O principal ponto de descontentamento dos funcionários envolve a mudança no sistema de atendimento de saúde. Na internet, a Fentect informa que "a greve é por tempo indeterminado para barrar o Postal Saúde". A federação acusa a ECT de impor a privatização do convênio médico da categoria e destaca que a greve foi decidida em assembleia realizadas em Minas Gerais, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Campinas, São José do Rio Preto, Piauí, Amazonas, Paraná, Ceará, Santa Catarina, Pernambuco, Paraíba, Vale do Paraíba, Roraima.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você escolhe seu candidato através de: