Publicidade

11 de Dezembro de 2013 - 05:06

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Senado do México aprovou um projeto de lei no setor energético que pode encerrar com um monopólio de 75 anos detido pela estatal Petroleros Mexicanos, mais conhecida como Pemex.

O projeto de lei permite que empresas privadas perfurem em busca de óleo e gás por meio de contratos e licenças flexíveis. Atualmente, as empresas privadas somente podem operar na produção dessas commodities com um contrato em parceria com a Pemex.

O Senado aprovou o projeto de lei com 95 votos a favor e 28 contra. Agora o projeto irá para votação na Câmara, que irá apreciar o texto ainda nesta semana.

O fim do monopólio da Pemex é visto por algumas pessoas como a maior mudança econômica no México desde a criação do Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (Nafta, na sigla em inglês), em 1994.

Essa é uma das principais medidas propostas pelo presidente Enrique Peña Nieto para aumentar a produção de petróleo, que se estagnou em cerca de 2,5 milhões de barris de petróleo por dia nos últimos anos. O México também quer desenvolver os depósitos de gás de xisto no norte do país.

Segundo estimativas do projeto de lei, a aprovação do texto poderá aumentar a produção em 1,5 milhão de barris de petróleo por dia e dobrar a produção de gás até 2025, aumentando o crescimento econômico anual em até 1,6 ponto porcentual. Fonte: Dow Jones Newswires.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você pretende substituir o ovo de Páscoa por outros produtos em função do preço?