Publicidade

02 de Dezembro de 2013 - 12:46

Por Lu Aiko Otta - Agencia Estado

Compartilhar
 

O presidente da Shell no Brasil, André Araujo, afirmou nesta segunda-feira, 02, que a expectativa é que a primeira perfuração no pré-sal ocorra entre o final de 2014 e o início de 2015. Ele explicou, porém, que os cronogramas e os orçamentos da exploração serão definidos pelo comitê operacional do pré-sal, que deverá se reunir em até 60 dias. O encontro será convocado pela PPSA, a estatal que administra o pré-sal. Araujo deu a declaração ao final da cerimônia de assinatura do primeiro contrato de partilha do pré-sal, referente à concessão do Campo de Libra.

Questionado sobre se a Petrobras será uma sócia sólida o suficiente para fazer frente aos investimentos que serão demandados, ele comentou: "Fizemos o consórcio e optamos por ter a Petrobras como parceira". Ele acrescentou ter segurança de que a Petrobras tem experiência em águas profundas que deverá se somar com a experiência da Shell nesse mesmo tipo de exploração. "Estamos bastante tranquilos", disse. Shell e Petrobras integram o consórcio que venceu a licitação do Campo de Libra no dia 21 de outubro. O consórcio ainda inclui duas empresas chinesas, as estatais CNPC e CNOOC, e a francesa Total.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você participa das celebrações da Semana Santa?