Publicidade

21 de Dezembro de 2013 - 14:09

Por Sabrina Valle - Agencia Estado

Compartilhar
 

Em um Rio de Janeiro nublado, quente e com previsão de chuva, cerca de 150 pessoas acompanhavam, por volta das 10h30, um protesto marcado por rede social em favor do direito ao topless, contra o machismo e pela descriminalização do corpo. Duas mulheres, no entanto, de fato aderiram ao chamado "toplessaço", na Praia de Ipanema, sendo imediatamente cercadas por um grande grupo de repórteres e curiosos.

O evento teve mais de 8 mil adesões em página criada no Facebook convocando ao protesto, no primeiro dia do verão, que começa neste sábado, 21, oficialmente às 15h11. O movimento foi criado em reação a um episódio ocorrido no Arpoador, onde guardas repreenderam a atriz Cristina Flores por posar sem blusa para um catálogo de uma peça de teatro e foi obrigada a vestir a blusa. "Cadê as 8 mil mulheres? Só tem duas?", perguntou, decepcionado, André da Silva, vendedor de chá gelado, a um colega.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?