Publicidade

11 de Março de 2014 - 23:33

Por Luís Lima - luis.lima@estadao.com - Agencia Estado

Compartilhar
 

Rio de Janeiro e São Paulo perderam posições em um ranking mundial que classifica as cidades mais caras para se viver, segundo estudo elaborado pela Economist Intelligence Unit (EIU), braço de pesquisas da revista britânica The Economist.

De acordo com o levantamento, São Paulo caiu da 43ª para a 57ª posição. Já o Rio de Janeiro recuou da 61ª para a 77ª posição. A pesquisa é realizada duas vezes ao ano, considera preços de produtos e serviços em 140 cidades de 93 países, e adota como referência a cidade de Nova York.

Na América Latina, a cidade eleita como mais cara para se viver foi Caracas, capital da Venezuela. Segundo o estudo, isto se deve a uma taxa de câmbio artificialmente elevada. Na mesma região, a cidade mais barata, segundo a pesquisa, é a Cidade do Panamá, capital do Panamá.

Neste ano, Cingapura liderou a lista das cidades mais caras do mundo, seguida de Paris, na França, e Oslo, na Noruega. Já as três cidades mais baratas são Mumbai, na Índia, Karachi, no Paquistão e Nova Déli, também na Índia.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?