Publicidade

30 de Dezembro de 2013 - 14:46

Por - Agencia Estado

Compartilhar
 

Mikhail Khodorkovsky, o ex-magnata do petróleo russo libertado uma semana e meia atrás após passar uma década na prisão, recebeu visto um da Suíça que permitirá a ele viajar por toda a Europa, informou o governo suíço nesta segunda-feira.

O departamento de assuntos externos da Suíça disse em e-mail que Khodorkovsky recebeu o visto que vai permitir a ele permanecer por até três meses na área do acordo de Schengen, um grupo de países europeus que não exige passaporte ou outros procedimentos imigratórios para viagens em seu interior.

Comunicado publicado no site de Khodorkovsky diz que ele está grato às "autoridades suíças pela rapidez e eficiência" com a qual trataram seu pedido de visto. E acrescentou que Khodorkovsky está encantado com o fato de que poderá "respirar o ar da liberdade" na Suíça.

Numa medida surpreendente, as autoridades russas libertaram Khodorkovsky em 20 de dezembro após uma década numa colônia penal. Ele viajou para a Alemanha logo após a saída da prisão e pediu visto na embaixada suíça em Berlim.

Khodorkovsky foi condenado por fraude e lavagem de dinheiro em dois julgamentos criminais. Sua empresa, a Yukos, foi levada à falência por causa de impostos atrasados.

O departamento de assuntos externos da Suíça disse que não fará comentários adicionais em consideração à segurança pessoal e privacidade de Khodorkovsky, cujos dois filhos mais novos frequentam escolas no país. Fonte: Dow Jones Newswires.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?