Publicidade

03 de Dezembro de 2013 - 17:34

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Antes de viajar para a Costa do Sauipe para acompanhar o sorteio dos grupos da Copa de 2014 na sexta-feira, o técnico da seleção italiana, Cesare Prandelli, defendeu nesta terça, durante entrevista em Roma, que os jogos do Mundial no Brasil tenham uma parada técnica em cada tempo. Preocupado com o forte calor brasileiro, ele avisou que irá pedir para a Fifa adotar tal medida.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, admitiu nesta terça-feira, ao descartar uma possível mudança no horário das 13 horas para jogos da Copa, que "os jogadores estão acostumados a jogar em condições que nem sempre são as melhores". O Mundial ainda terá mais três horários para as partidas: 16, 17 e 19 horas, todos com a expectativa de muito calor, principalmente nas sedes do Nordeste.

A questão do calor tem provocado muita preocupação. Blatter chegou a admitir anteriormente a possibilidade de mudança nos jogos das 13 horas, mas agora descartou definitivamente essa alternativa. Enquanto isso, sindicatos dos jogadores alertam para os riscos que representam atuar sob forte calor. Por isso mesmo, Prandelli sugere a adoção do tempo técnico durante a competição.

Com a parada técnica, prevista para acontecer na metade de cada tempo, os jogadores poderiam se hidratar e amenizar os efeitos do forte calor. "Se você quer oferecer um espetáculo, precisa dar condições para que os jogadores possam fazer isso", explicou Prandelli. "Quero propor que sejam realizados dois tempos técnicos para que os jogadores possam se refrescar", completou.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?