Publicidade

10 de Janeiro de 2014 - 09:46

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Em um jogo que será histórico para o tênis feminino brasileiro, pois desde 1993 o Brasil não contava com uma representante na chave principal de um Grand Slam, Teliana Pereira fará a sua estreia no Aberto da Austrália contra a russa Anastasia Pavlyuchenkova, 30ª colocada do ranking mundial e 29ª cabeça de chave em Melbourne.

Atual 95ª tenista do mundo, a pernambucana de 25 anos não terá vida fácil nesta primeira rodada e, caso supere o favoritismo de sua adversária, jogará na segunda rodada diante da vencedora do confronto entre a luxemburguesa Mandy Minella e uma jogadora que virá do qualifying.

Teliana não pode reclamar do sorteio da chave feminina de simples do Aberto da Austrália, pois, se por um lado pegará uma pedreira, por outro escapou de encarar logo de cara uma das tenistas do Top 10 no Grand Slam que começará na próxima segunda-feira.

Líder do ranking mundial, a norte-americana Serena Williams irá estrear contra a australiana Ashleigh Barty e teoricamente tem um caminho mais fácil do que o de suas principais rivais na busca pelo seu sexto título do Grand Slam australiano.

Dominante no tênis feminino atual, Serena só deverá começar a ter maiores dificuldades em Melbourne a partir das oitavas de final, fase em que poderá travar um duelo contra a vencedora de um provável confronto de terceira rodada entre a sérvia Ana Ivanovic e a australiana Samantha Stosur, nona cabeça de chave.

Já as italianas Roberta Vinci e Sara Errani, respectivas sétima e 12ª pré-classificadas, aparecem como possíveis rivais da norte-americana nas quartas de final, enquanto a chinesa Na Li, a checa Petra Kvitova e a alemã Angelique Kerber, também deste lado da chave, são as maiores candidatas a fazer uma semifinal contra Serena.

AZARENKA E SHARAPOVA - Principais nomes na luta para desbancar o favoritismo de Serena em Melbourne, a bielo-russa Victoria Azarenka e a russa Maria Sharapova, respectivas segunda e terceira cabeças de chave, poderão se enfrentar em uma das semifinais.

Azarenka tem uma rota um pouco mais complicada do que a de Sharapova. Ela irá estrear contra a sueca Johanna Larsson e poderá pegar nas oitavas de final a norte-americana Sloane Stephens, rival da bielo-russa na semifinal do ano passado. Já a polonesa Agnieszka Radwanska, quinta pré-classificada, figura como favorita a fazer uma possível quarta de final com Azarenka.

Sharapova, por sua vez, terá como primeira adversária a norte-americana Bethanie Mattek-Sands e só vislumbra um duelo um pouco mais complicado a partir das quartas de final, em que poderá pegar a ex-número 1 do mundo Jelena Jankovic.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a retirada das pinturas de Lucio Rodrigues dos pontos de ônibus?