Publicidade

13 de Dezembro de 2013 - 14:19

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O torcedor atleticano William Batista da Silva, que estava internado desde domingo, recebeu alta médica nesta sexta-feira e deixou o Centro Hospitalar Unimed, em Joinville (SC). Ele era o último dos feridos na briga ocorrida no jogo entre Atlético-PR e Vasco que ainda estava hospitalizado.

No domingo, quando aconteceu uma violenta briga entre torcedores de Atlético-PR e Vasco nas arquibancadas da Arena Joinville, em jogo da última rodada do Brasileirão, quatro torcedores foram levados para o hospital. Diogo Cordeiro da Costa Ferreira, de 29 anos, foi liberado no mesmo dia.

Estevão Viana, de 24 anos, e Gabriel Ferreira Vitael, de 20 anos, passaram a noite de domingo em observação e foram liberados pelos médicos na segunda-feira. O caso mais grave era de William Batista da Silva, de 19 anos, que ficou internado até agora, recuperando-se dos traumas na cabeça.

William Batista da Silva chegou a ser retirado da Arena Joinville por um helicóptero, que desceu no gramado do estádio. Inicialmente levado para o Hospital Municipal São José, também em Joinville, ele foi transferido na segunda-feira para o Centro Hospitalar Unimed, a pedido da família.

Pai de William, Cidnei Silva deu entrevistas no começo da semana em que condenou a participação do filho na briga em Joinville. "Espero que ele se recupere o mais breve possível e que a gente possa tirar uma lição disso aí. E que futebol seja só futebol, nada de violência", disse na ocasião.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?