Publicidade

14 de Dezembro de 2013 - 12:07

Por Carla Araújo - Agencia Estado

Compartilhar
 

A trilha da Estrada Velha de Santos, também conhecida como Caminhos do Mar (Rodovia SP-148), será reaberta no próximo domingo (15) com os mesmos 9,2 km de extensão em meio a Mata Atlântica. A informação foi antecipada com exclusividade ao Broadcast Político, serviço em tempo real da Agência Estado. Será possível acessar o trajeto tanto por São Bernardo do Campo - município do ABC Paulista - quanto por Cubatão, na Baixada Santista. O evento de inauguração contará com a presença do governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Opção de ecoturismo e também um programa histórico-cultural, a estrada Caminhos do Mar foi aberta em 2004. Porém, desde março de 2011, a operação do programa de visitação pública foi interrompida por conta dos deslizamentos nas encostas, provocados por fortes chuvas que atingiram a região.

A reabertura do "Ecoturismo Caminhos do Mar" foi determinada pelo governador por meio do decreto 59425, assinado em agosto deste ano. O decreto instituiu um grupo de trabalho específico para apresentar propostas para a reabertura e gestão da área, buscando parceiros privados. No entanto, como o grupo ainda não conseguiu encontrar um modelo viável, a gestão ficará a cargo da Fundação Energia e Saneamento, uma organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP), que é ligada a Empresa Metropolitana de Água e Energia (Emae).

Segundo o governo, no entanto, o grupo de trabalho não será extinto e continuará investindo na "elaboração de edital de licitação visando à concessão de uso remunerada da Estrada Caminho do Mar (Rodovia SP-148) e dá providências correlatas", conforme descrito no decreto de agosto.

De acordo com o secretário de Energia do Estado de São Paulo, José Aníbal, após os 60 dias iniciais de sua formação, o grupo de trabalho ofereceu algumas alternativas de gestão para o governador. "Mas, ele (Alckmin) nos pediu que assumisse emergencialmente o projeto de reabertura e, em cinco, seis semanas, conseguimos organizar o local para voltar a funcionar", disse. Para a reativação do "Ecoturismo Caminhos do Mar", a Emae, vinculada à Secretaria Estadual de Energia, investiu cerca de R$ 300 mil. Até conseguir um parceiro privado, a estimativa é que o custo de manutenção da trilha seja em torno de R$ 250 mil a R$ 300 mil por mês.

O secretario afirma, porém, que a ideia do governo, antes de conseguir encontrar um parceiro definitivo, é trabalhar com patrocínios. "Depois veremos como fazer a gestão sem que isso gere custo para o governo", explicou. Segundo Aníbal, a concessionária Ecovias e a Comgás já acertaram participar do projeto. "E estamos conversando com outras duas empresas", garantiu. As cotas de patrocínio para manter o funcionamento da estrada, de acordo com Aníbal, serão divididas em quatro: uma master de R$ 120 mil e outras três de R$ 60 mil. "Já temos fechada a cota master", disse, sem revelar qual das duas empresas fará o maior investimento no local.

A visitação será gratuita e a recomendação é de agendamento prévio. "Os passeios serão guiados e monitorados", disse Aníbal. A estrada ficará aberta de terça a domingo, das 9h às 16h.

A ideia do governo de reabrir ainda sem acertar definitivamente a gestão orçamentária do local tem como objetivo aproveitar o período de férias escolares. Os monumentos históricos existentes na via são tombados pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat). Segundo o governo estadual, eles passaram por uma manutenção para a reabertura. Aníbal diz ainda que o governo já trabalha para atender a demanda de criação de uma ciclovia no acesso à Caminhos do Mar. "Isso já está em andamento."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?