Publicidade

19 de Dezembro de 2013 - 15:37

Por AE-AP - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Federação Turca de Atletismo afirmou nesta quinta-feira que encerrou as investigações sobre a suspeita de doping que recaía sobre a campeã olímpica Asli Cakir Alptekin e concluiu que a fundista não violou a legislação antidoping. Assim, ela pode voltar a competir e não perderá o ouro que conquistou nos 1.500m em Londres, no ano passado.

Alptekin estava suspensa provisoriamente desde maio, quando a Iaaf (Associação das Federações Internacionais de Atletismo) percebeu alterações fora do padrão no sangue da turca, por meio da análise do seu passaporte biológico - registro eletrônico com os resultados de todos os testes de doping feitos por um atleta.

Mas as investigações mostraram que a campeã olímpica não se dopou desta vez. Em 2004, ela foi pega no doping e ficou dois anos proibida de competir. Assim, uma nova punição faria com que ela fosse banida para sempre do esporte, o que agora não vai acontecer. A Iaaf, porém, pode recorrer à Corte Arbitral do Esporte, na Suíça.

Outra atleta turca que estava sendo investigada, a duas vezes campeã europeia dos 100m com barreiras Nevin Yanit, porém, foi considerada culpada pelas alterações no seu sangue e suspensa por dois anos por doping. A punição havia sido revelada em agosto.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?