Publicidade

11 de Março de 2014 - 23:29

Por Fábio Grellet e Equipe - Agencia Estado

Compartilhar
 

Vinte anos após sua morte, o piloto Ayrton Senna será homenageado pela Unidos da Tijuca no 12º e último desfile deste carnaval na Sapucaí. O cultuado carnavalesco Paulo Barros, porém, garante que não será um enredo biográfico. Avesso a esse tipo de exibição, ele pretende promover no sambódromo do Rio uma corrida, na qual concorrem vários tipos de animais (os mais rápidos do mundo), meios invisíveis como a eletricidade, meios de transporte ultravelozes (trens-bala, aviões supersônicos) e personagens de desenho animado, como o Papa-Léguas, Corrida Maluca e Ligeirinho.

A escola monta um grande prêmio, do qual o homenageado sairá vencedor. Seria o quarto título mundial do piloto brasileiro (que ganhou três). Familiares do piloto devem desfilar, entre eles a irmã, Viviane Senna.

Campeã em 2010 e 2012 e vice em 2011, a Tijuca quer sair da Sapucaí tetracampeã (o outro título remonta a 1936) com o enredo "Acelera, Tijuca!", puxado por Tinga. O casal de mestre sala e porta bandeira é Julinho e Rute, e a rainha da bateria, Juliana Alves.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a Justiça agiu corretamente ao permitir, por habeas-corpus, a soltura dos ativistas presos durante a Copa?