Publicidade

09 de Dezembro de 2013 - 14:46

Por Yolanda Fordelone - Agencia Estado

Compartilhar
 

Periodicamente, o Procon-SP divulga listas com as empresas mais reclamadas e sites que devem ser evitados por consumidores, mas desta vez, em época de matrícula escolar, foi a vez de o órgão elaborar um ranking com as instituições de ensino superior privadas com mais reclamações.

O Grupo Uniesp aparece na liderança em número de registros, cerca de 140% superiores ao período de 2012. As principais queixas são de problemas relacionados à oferta de curso de ensino superior gratuito ("Você na faculdade: a Uniesp paga") e contratação obrigatória do FIES para liberação do acesso às aulas e provas. Por conta dessas e outras irregularidades relativas ao FIES e Prouni, o grupo chegou, inclusive, a ser impedido - neste ano - de abrir novos cursos pelo MEC.

A segunda colocada no ranking foi a Anhanguera Educacional, responsável pelas instituições Uniban, Unibero e Anhanguera. O problema mais recorrente refere-se a procedimentos de cobrança, como falta de emissão de boletos, processos mal sucedidos de trancamento, cancelamento ou transferência, pagamentos realizados a empresas terceirizadas e não reconhecidos pela instituição, além da inclusão irregular do nome dos alunos em cadastros como o do Serasa.

O Ranking:

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?