Publicidade

28 de Dezembro de 2013 - 11:36

Por - Agencia Estado

Compartilhar
 

Um estudante de 19 anos foi morto a tiros e dezenas de outros foram presos após a polícia egípcia invadir uma universidade no Cairo neste sábado para conter manifestantes islâmicos que haviam ateado fogo a um prédio no local, informaram autoridades egípcias.

O caso, ocorrido na Universidade de Al-Azhar, veio um dia depois da repressão nacional a protestos de islâmicos convocados após a decisão do governo de classificar a Irmandade Muçulmana, movimento do presidente deposto Mohamed Morsi, como organização terrorista. Pelo menos cinco pessoas morreram nos choques de ontem.

Policiais invadiram o campus após estudantes atearem fogo ao edifício da faculdade de comércio. Depois de o incêndio ser controlado, a polícia prendeu 60 universitários.

Estudantes da Al-Azhar têm realizado manifestações frequentes desde que Morsi foi deposto pelo Exército em julho. Fonte: Dow Jones Newswires.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?