Publicidade

09 de Dezembro de 2013 - 12:43

Por Marcio Dolzan - Agencia Estado

Compartilhar
 

Parte da delegação do Vasco desembarcou na manhã desta segunda-feira no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio, no retorno da equipe após a queda para a Série B do Campeonato Brasileiro. Com medo de represálias, porém, o grupo sequer passou pelo saguão do aeroporto, embarcando em quatro vans que o aguardava ainda na pista do Galeão.

A delegação do time carioca partiu de Joinville, onde foi goleado por 5 a 1 pelo Atlético-PR, ainda na noite de domingo rumo à Curitiba, onde pernoitou. Nesta manhã, a delegação deixou a capital paranaense às 8h. Mas o grupo que voltou ao Rio era reduzido. Muitos jogadores ficaram no Paraná, assim como o técnico Adilson Batista e o presidente Roberto Dinamite.

No saguão do aeroporto, seis torcedores aguardavam para protestar contra a equipe. Aos gritos de "o Vasco é tradição, não é humilhação", eles demonstravam revolta e apontaram Roberto Dinamite como o principal responsável pela segunda queda do time à Serie B em apenas cinco anos.

Em São Januário, o policiamento foi reforçado. Aproximadamente 20 torcedores compareceram ao estádio pela manhã, mas a movimentação foi pacífica.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?