Publicidade

18 de Dezembro de 2013 - 17:34

Por Dayanne Sousa - Agencia Estado

Compartilhar
 

As vendas do varejo farmacêutico cresceram 13,37% de janeiro a outubro na comparação com igual período de 2012, segundo a Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma). A receita acumulada nos dez meses do ano ficou em R$ 23 bilhões. Apenas entre setembro e outubro foram R$ 2 bilhões.

O resultado, apesar de positivo, está aquém da média de crescimento do varejo farmacêutico nos últimos anos. O setor vinha crescendo em torno de 15% a 16% ao ano, de acordo com a Abrafarma. Houve, porém, aceleração nos últimos meses. No período de janeiro a julho, as vendas haviam sido de R$ 16 bilhões, 12,51% de crescimento ante igual período do ano passado.

Considerando-se apenas a venda de medicamentos, o faturamento nos dez meses do ano alcançou R$ 16,026 bilhões, alta de 11,15% em relação a igual período de 2012. Dentro dessa categoria, os genéricos tiveram crescimento levemente mais acelerado. Foram R$ 2,9 bilhões em vendas até outubro, aumento de 11,49%.

Já a categoria de não-medicamentos, que inclui itens de higiene e beleza, teve crescimento de 18,39% na comparação anual. O segmento movimentou R$ 7,531 bilhões. O valor corresponde a 31,97% do total de produtos vendidos nas grandes redes. Em 2000, a participação era de 26%.

As principais redes de varejo farmacêutico contabilizam 4.986 pontos de venda. Foram cerca de 300 novas lojas inauguradas em 2013, segundo a Abrafarma.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?