Publicidade

11 de Março de 2014 - 20:20

Por ae - Agencia Estado

Compartilhar
 

Um veterano do Exército Republicano Irlandês (IRA), acusado do assassinato de quatro soldados britânicos no Hyde Park em Londres em 1982, foi libertado da prisão depois que um juiz determinou que o homem tinha recebido garantias secretas do governo britânico de que não seria preso.

O juiz assinalou que autoridades britânicas na Irlanda do Norte deram a John Downey em 2007 um documento confidencial prometendo a ele que não seria preso se entrasse no Reino Unido.

Downey, de 62 anos, que vive na Irlanda, foi preso no ano passado no aeroporto de Gatwick, em Londres, e recebeu quatro acusações de assassinato por causa da bomba no Hyde Park.

O julgamento de terça-feira apontou que o documento emitido para Downey em 2007 oferecia falsas garantias, porque a polícia britânica pretendia prendê-lo. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o resultado do PIB nos dois últimos trimestres vai interferir no resultado das eleições?