Publicidade

10 de Dezembro de 2013 - 17:10

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Depois de ganhar quatro títulos consecutivos da Fórmula 1, alguns com bastante folga - foi o caso do último, que garantiu com três etapas de antecedência -, Sebastian Vettel criticou nesta terça-feira a nova regra da categoria, anunciada no dia anterior, que determina premiação dobrada na última corrida da temporada de 2014. "Respeito as antigas tradições da F1 e não entendi essa nova regra", afirmou o piloto alemão da Red Bull.

Em entrevista ao jornal alemão Bild, na qual também confirmou que vai ser pai pela primeira vez - sua namorada Hanna Prater está grávida -, o piloto de 26 anos chegou a dizer que a nova regra da Fórmula 1 é "absurda". Segunda a Federação Internacional de Automobilismo (FIA), a mudança na pontuação da última etapa do calendário (GP de Abu Dabi, em 23 de novembro) foi feita para "maximizar o foco no campeonato até o final da temporada."

"Imagine se na última Bundesliga (Campeonato Alemão de Futebol) os jogos começassem a valer, de repente, o dobro de pontos", comparou Vettel, na mesma entrevista. "Isso é um absurdo e pune aqueles que trabalharam duro durante toda a temporada", completou o tetracampeão da Fórmula 1, que, se essa nova regra já estivesse em vigor, teria perdido o título que conquistou na temporada de 2012 para o italiano Fernando Alonso (Ferrari).

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?