Publicidade

16 de Dezembro de 2013 - 08:07

Por Daniel Batista - Agencia Estado

Compartilhar
 

Colocado como uma das renovações prioritárias, o zagueiro Vilson parece distante de um acerto com o Palmeiras. Como já era de se esperar, o zagueiro quer uma valorização para ficar e por isso pede um aumento salarial, enquanto que a diretoria alviverde pretende oferecer um contrato de produtividade que não agrada ao defensor.

O clube tem prioridade nas conversas até o dia 31, mas o empresário do jogador Tiago Faria, admite que o acerto está muito complicado e que outros clubes já apareceram interessados no zagueiro. "Temos conversas com dois times da Série A e uma sondagem do exterior. Houve uma desconsideração do documento que existe e foi feita uma proposta com base na produtividade", explicou Faria.

Quando chegou ao Palmeiras, Vilson veio com uma cláusula que o liberaria por R$ 700 mil para o Stuttgart em agosto. Só que o zagueiro chegou a viajar para a Alemanha, mas não conseguiu se acertar com o clube europeu, voltou, manteve o contrato até o fim deste ano e ficou acertado um aumento para ele renovar o vínculo por mais três temporadas.

"Para o Vilson é complicado a situação porque é algo que estava acertado. Mas ele está disposto a negociar em cima do que está escrito, porque a vontade dele é permanecer no Palmeiras", completou o agente do zagueiro, que espera definir a situação antes de acabar o ano.

Pela dificuldade na negociação com Vilson, a diretoria deve dar mais atenção para as negociações com o zagueiro Lúcio, do São Paulo. O técnico Gilson Kleina não queria, mas foi convencido de que ele pode ser uma boa opção para atuar ao lado de Henrique.

ARTILHEIRO NA BERLINDA - Situação parecida vive Leandro. O atacante também gostaria de um aumento salarial, por ter sido o artilheiro da equipe no ano com 13 gols, mas o presidente Paulo Nobre lhe ofereceu um contrato de produtividade. O Grêmio, dono dos direitos federativos do jogador, já deu aval para ele renovar o contrato por mais uma temporada e pelo acordo selado entre os clubes, o Palmeiras não precisa pagar nada para o time gaúcho.

Para o seu lugar, o clube contratou o atacante Rodolfo, do Rio Claro-SP. O jogador, de 20 anos, já posou com a camisa do clube e neste domingo postou a foto em sua página pessoal no Instagram.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?