Publicidade

16 de Dezembro de 2013 - 14:25

Por Rafael Moraes Moura - Agencia Estado

Compartilhar
 

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, afirmou nesta segunda-feira, 16, que espera concluir a votação do Plano Nacional de Educação (PNE) no início de 2014. A matéria deve ser votada nesta terça-feira no Senado, mas terá de retornar à Câmara dos Deputados após passar por uma série de alterações.

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR), que relatou o PNE na Comissão de Educação, Cultura e Esporte, fez 101 mudanças no texto, das quais 47 foram rejeitadas pelo senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), autor do substitutivo que deve ser votado pelo plenário.

"Todo o esforço que o MEC (Ministério da Educação) poderia fazer fez. O problema é que na Câmara tivemos mais emendas no PNE do que a própria Constituinte, os deputados fizeram audiência em todos os Estados, a tramitação foi lenta. No Senado, foi bem mais acelerada, a nossa expectativa é que se conclua finalmente essa votação", afirmou Mercadante, após participar de cerimônia de entrega do Prêmio Jovem Cientista, no Palácio do Planalto.

"Espero logo na retomada dos trabalhos que essa matéria seja eleita (na Câmara, após passar no Senado) com prioridade estratégica como é para o País. Já perdemos tempo demais na tramitação, agora precisamos resolver isso e encerrar esse capítulo", prosseguiu o ministro.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?