Publicidade

10 de Março de 2014 - 21:51

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Zico acertou nesta quarta-feira a sua saída do comando do Al-Gharafa, time do Catar com quem ele tinha assinado contrato de dois anos em agosto passado. Nesse período de seis meses no cargo, o treinador brasileiro não conseguiu colecionar bons resultados, o que provocou o término do vínculo.

A gota d'água foi a derrota de terça-feira para o Qatar SC, time comandado pelo técnico brasileiro Sebastião Lazaroni, que deixou o Al-Gharafa apenas em oitavo lugar no campeonato nacional, já sem chance de título. Assim, a diretoria admitiu que os "resultados" foram decisivos para a troca de comando.

"Deixei o comando do Al-Gharafa. Infelizmente, os resultados não vieram e futebol é assim. Lamento muito. Fui muito bem recebido por todos aqui, o clube sempre agiu corretamente e vou seguir em frente. Agora é acertar as coisas e voltar ao Brasil", escreveu Zico em sua página no Facebook.

Antes do Al-Gharafa, Zico tinha comandado a seleção do Iraque, onde chegou em agosto de 2011 e foi embora, alegando descumprimento de itens acordados, em novembro do ano seguinte. Ao longo da carreira de treinador, ele também passou por Kashima Antlers (Japão), CFZ (Rio), seleção japonesa, Fenerbahçe (Turquia), Bunyodkor (Usbequistão), CSKA Moscou (Rússia) e Olympiacos (Grécia).

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você aprovou a seleção convocada por Dunga?